Matemática

pesquisar

 

Desafios...!

Este espaço tem como objectivo proporcionar conhecimentos específicos de conteúdos de Matemática e estimular o prazer de pensar e o desafio pessoal de resolver problemas.
Sábado, 26 / 06 / 10

Aprende a contar....que gira é a matemática

 

 

Mariana conta 1 
Mariana conta 1: É 1, É 1, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 2 
Mariana conta 2: É 1, É 2, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 3 
Mariana conta 3: É 1, É 2, É 3, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 4 
Mariana conta 4: É 1, É 2, É 3, É 4, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 5 
Mariana conta 5: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 6 
Mariana conta 6: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É 6, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 7 
Mariana conta 7: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É 6, É 7, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 8 
Mariana conta 8: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É 6, É 7, É 8, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.


Mariana conta 9 
Mariana conta 9: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É 6, É 7, É 8, É 9, É! 
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.

 


Mariana conta 10
Mariana conta 10: É 1, É 2, É 3, É 4, É 5, É 6, É 7, É 8, É 9, É 10, É!
Ana, viva a Mariana, viva a Mariana.

 

publicado por recursosescolares às 08:44
Sexta-feira, 25 / 06 / 10

Tenta Resolver....

Resolução de problemas

 

Para TPC (4º ano) proponho dois desafios na área da matemática. Lê o texto com atenção, usa as estratégias e métodos de resolução que entenderes.

 

1- O macaco tem vários animais de estimação. Tem mais quatro peixinhos dourados do que tartarugas e menos um canário do que peixinhos dourados. Seis dos seus animais são pássaros. Tem um casal de periquitos. Quantos animais de estimação tem o macaco

 

2- O macaco encontrou 50 bananas durante um período de 5 dias. Em cada dia o macaco encontrou mais três bananas do que no dia anterior. Quantas bananas apanhou por dia?

 

 

 

 

 

 

 

Resolução dos problemas:

1º Problema
Animais de estimação do Macaco:
1 Tartaruga
5 Peixes
4 Canários + 2 Periquitos = 6 Pássaros
O Macaco tem 12 animais de estimação

 

 

2º Problema

O Macaco apanhou:
1º dia: 4 bananas
2º dia: 4+3= 7 bananas
3º dia: 7+3=10 bananas
4º dia: 10+3=13 bananas
5º dia: 13+3=16 bananas
Total dos dias: 4+7+10+13+16=50


 

publicado por recursosescolares às 10:00
Quinta-feira, 24 / 06 / 10

Resolve os números cruzados

 

 

publicado por recursosescolares às 09:25
Quarta-feira, 23 / 06 / 10

Metade de um número

 

E agora, para os mais crescidos...

O dobro, o triplo... metade, terça parte...

Quando queremos calcular:

 

 

 

 

 

 

 

 

Completa os quadros:

 

 


publicado por recursosescolares às 10:00
Terça-feira, 22 / 06 / 10

Provas de Aferição

Provas de aferição 4º ano, 2010

 

 

 

 

 

Prova de aferição de Matemática, 4º ano, 2010 Aqui

publicado por recursosescolares às 09:12
Segunda-feira, 21 / 06 / 10

Fichas elementares sobre o Euro - €

Ficha de Trabalho sobre o Euro - €

 

publicado por recursosescolares às 09:07
Domingo, 20 / 06 / 10

Este é o meu BLOG...sempre com muito ritmo, em cada dia!!!

publicado por recursosescolares às 15:01
Domingo, 20 / 06 / 10

Euro - €

1º Ciclo - 2º Ano - Ficha de Matemática

publicado por recursosescolares às 14:36
Quinta-feira, 17 / 06 / 10

Gostas de Matemática?

Descontrair e fazer da Matemática um jogo – eis o primeiro segredo !!!
Lembra-te de algum daqueles passatempos tipo “quebra-cabeças” que já tenhas feito. Não foi um desafio?
Pelo menos, já tens jogado jogos que te obrigam a pensar. Nem sempre ganhas, mas o que dá prazer é a dificuldade de conseguires seres vencedor. Os jogos que vences à primeira são chatos e não te estimulam.
Então, experimenta fazer da Matemática um jogo mental, um desafio divertido!
Querer decorar dá desastre!

Usar o nosso próprio raciocínio - eis o segundo segredo!

Se te preocupas em decorar “como se faz”, o mais certo é trocares tudo quando te queres lembrar novamente noutra ocasião. Também decoras as tuas ideias sobre tanta coisa de que sabes falar??
Quando falamos não estamos a procurar palavras na nossa memória.
Quando pensamos matematicamente também não podemos ir buscar tudo à nossa memória, sem percebermos o que estamos a procurar.
Pensa como usas a tua capacidade de raciocínio em tantas situações do dia a dia que já resolves sozinho, e até em jogos difíceis…
Repara: Nem conseguirias contar todas as coisas que já compreendeste até hoje!
Então, com a Matemática, experimenta trocar a preocupação de ” lembrar”, pela atitude de compreender! Muito antes de existir papel e livros, já existiam Matemáticos.
Liberta-te dos medos da Matemática…
Meter a cabeça dentro dos problemas - eis o terceiro segredo!

Pensa como costumas fazer com um jogo novo de computador: não começas a fazer “cliques” ao acaso: olhas com atenção e nada te escapa… Depois, mergulhas no jogo e descobres por ti as estratégias para atingires o objectivo…
E acabas por ser um ás! Mas, primeiro, tens que passar pela fase de errar! E o jogo nem tem graça se consegues percebê-lo logo todo!
Experimenta o mesmo nos problemas de Matemática!
Lê tudo com atenção como se estivesses realmente naquela situação, sem medo de levares tempo, sem te pores aos “cliques” sem lógica…

 

publicado por recursosescolares às 08:10
Quarta-feira, 16 / 06 / 10

A Estatística é muito útil...!

Como dizer ao meu pai que tive 8 a Matemática?

O teste de Estatística não correu muito bem, tive 8.

Como dar a notícia ao meu pai?

Bom também o resto das notas da turma não foram famosas. Somos 10 e os resultados foram catastróficos!

Reparem só. O géniozinho teve 19, é claro, mas não sendo ele houve um 10, quatro 9 e três 2. Bom a moda é 9 e a mediana é também 9, mas se calcular a média (8+19+10+4*9+3*2)/10=7,9. Direi então ao meu pai que mesmo assim estou acima da média.

Mais um 8. Mas desta vez as notas são: 2,3,4,5,7,8 (eu), 9,9,18 e 19 (o génio). Já calculei a média, mas desta vez é 8,4; estou abaixo da média; e a moda é 9. Felizmente só 4 colegas tiveram melhor nota que eu, e 5 tiveram nota pior que a minha. Direi então ao meu pai que estou acima da mediana.

Não tenho mesmo sorte nenhuma. Estou sempre no 8. Deve ser culpa do prof! Desta vez as questões eram tão difíceis que houve três 7! Os outros tiveram 19 (sempre o mesmo), 18, 12,11,10 e 2 (também sempre o mesmo). Já calculei a média mas é 10,1. Não tenho sorte, tenho menos. Desta vez há 5 colegas com nota melhor que a minha! Já não posso contar com a mediana!. Felizmente houve os três colegas do 7 e por isso a moda é 7.

Desta vez direi ao meu pai que estou acima da moda, e espero que ele não saiba as diferenças entre média, mediana e moda.

publicado por recursosescolares às 10:00
Terça-feira, 15 / 06 / 10

Materiais para Apoio

Olá a todos :-)
Aqui ficam dois links com exercícios de 5º e 6º Ano.
Deita mãos à obra e testa os teus conhecimentos até ao momento sobre todos os temas ;-)
Para o 6º Ano, estes são dois links que podem servir para se preparem para as Provas de Aferição…

 

http://www.eb23-cmdt-conceicao-silva.rcts.pt/sev/mat/5_ano.htm

 

 

http://www.eb23-cmdt-conceicao-silva.rcts.pt/sev/mat/6_ano.htm


publicado por recursosescolares às 09:52
Segunda-feira, 14 / 06 / 10

Cartoon Matemático

 



publicado por recursosescolares às 09:46
Domingo, 13 / 06 / 10

UMA BOA SEMANA...lol

Aqui fica um vídeo para alegrar a vossa última semana de aulas, antes de partirem para umas merecidas férias…

publicado por recursosescolares às 20:17
Domingo, 13 / 06 / 10

Operar a multiplicação com vários algoritmos

Um dos algoritmos mais complexos das operações aritméticas elementares é o da operação multiplicação. De facto, uma vez que o nosso sistema de numeração é um sistema de valor posicional, quando a operação implica transporte, isto é, o famoso "e vai um" ou "e vão dois", etc., torna-se difícil, numa primeira abordagem ao algoritmo, perceber o que se está a fazer. De facto, qual o significado da expressão "e vai um"?. Para se perceber o que essa expressão significa tem que se dominar muito bem o conceito de base e o conceito de ordem ou valor posicional dos elementos envolvidos na multiplicação.

Em bom rigor veja-se como deverá ser o esquema figurativo inicial para se perceber, por exemplo, a seguinte multiplicação:

Repare-se que o algoritmo anterior depois simplifica-se com a seguinte conversa: "5 vezes 7 são 35. Fica 5 e vão 3. Cinco vezes cinco são 25, mais três que iam são 28. Fica o 8 e vão 2... e assim sucessivamente. Logo, trata-se de algo complexo, que carece de tempo para que se interiorizem estes procedimentos. Contudo vejam-se outros algoritmos, como seja o algoritmo egípcio, ou o russo ou ou indu-árabe, também designado por gelosia.

No caso do algoritmo egípcio, parte-se da regra de que um número inteiro ou é uma potência de base dois ou pode ser obtido através da adição de várias potências de base dois. Apesar de os antigos egípcios não conhecerem o conceito de potência usavam a ideia de que multiplicar por dois era dobrar o outro número, multiplicar por quatro era dobrar o dobro de dois esse número; multiplicar por oito era dobrar o dobro do dobro de dois esse número e assim sucessivamente.

Logo, por baixo do factor da direita iam usando o que mais tarde se veio a verificar como sendo as potências de base dois. Paravam o algoritmo quando conseguiam obter esse factor a partir de alguns dos valores que colocavam na respectiva coluna. Na coluna afecta ao outro factor iam colocando dobros sucessivos deste factor. Vejamos:

Como se sabe que 16 + 8 + 1 = 25, na outra coluna seleccionam-se os números correspondentes a estas três potências de base 2: o 5712, o 2856 2 o 357, respectivamente. Repare-se que:

5712 + 2856 + 357 = 8925

Em síntese, este algoritmo é bem mais simples do que o que usamos, pois usa só o conceito de dobro do número, as potências de base dois e implica apenas o saber fazer adições.

Já o algoritmo russo também é bastante simples, pois basta apenas encontrar metades sucessivas do 1º factor e dobros sucessivos do 2º factor. Nos casos de se obterem metades de números ímpares despreza-se sempe a parte decimal. Por último identificam-se os números ímpares que estão sob o 1º factor e seleccionam-se, como parcelas a adicionar, os respectivos números que lhe correspondem na coluna do outro factor. Vejamos:

Note-se que na coluna da esquerda existem alguns números ímpares: 357, 89, 11, 5 e 1. Por sua vez, os números que, respectivamente, lhes correspondem na coluna da direita são os seguintes: 25, 100, 800, 1600 e 6400.

Ora, adicionando-se estes números da coluna da direita obtém-se o valor pretendido, pois: 25 + 100 + 800 + 1600 + 6400 = 8925.

Já o método Indu-árabe ou de gelosia é muito parecido com o nosso algoritmo, pois esteve na sua base. Vejamos:

Repare-se que a resposta é 8925.

Interprete este último algoritmo, o de gelosia, e comprove que é fácil obter o valor 412650 como sendo o produto de 9825 por 42.

 


publicado por recursosescolares às 19:33
Sábado, 12 / 06 / 10

Fichas elementares de MATEMÁTICA

Myebook - Fichas de Matemática para o 1ºano do 1ºciclo - click here to open my ebook

publicado por recursosescolares às 09:23
Sexta-feira, 11 / 06 / 10

Livro de Fichas de Trabalho - Carochinha - Novo Programa da Matemática.



Myebook - Fichas da Carochinha Novo Programa de Matemática - click here to open my ebook
Este é um livro de fichas de trabalho - Carochinha - Novo Programa da Matemática.

Fundamental para todos os alunos que queiram durante as férias lectivas que se aproximam praticar a Matemática…

publicado por recursosescolares às 16:12
Quinta-feira, 10 / 06 / 10

Medidas de Comprimento

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 


publicado por recursosescolares às 15:55
Quarta-feira, 09 / 06 / 10

Leitura de números por classes e ordens


Na leitura de um número com vários algarismos, fazem-se grupos de três algarismos, da direita para a esquerda.
O último grupo da esquerda pode ficar com um, dois ou três algarismos.
Cada grupo de algarismos representa uma classe.

Da direita para a esquerda:
- A primeira classe é a das unidades.
- A segunda classe é a dos milhares.
- A terceira classe é a dos milhões.



Em cada classe há três ordens, unidades, dezenas e centenas.
Em todos os números inteiros, o primeiro algarismo da direita representa a ordem das unidades.
As classes têm de ser formadas por três algarismos, excepto a última, a da esquerda, que pode ter só dois ou um algarismos.

publicado por recursosescolares às 18:24
Terça-feira, 08 / 06 / 10

Os Triângulos...

Os triângulos classificam-se...

Quanto aos lados

3 lados iguais

é o

Triângulo

Equilátero

2 lados iguais

e 1 diferente é o
Triângulo

Isósceles

3 lados diferentes

é o

Triângulo

Escaleno


Quanto aos ângulos

3 ângulos agudos

é o

Triângulo
acutângulo

1ângulo recto

é o

Triângulo
rectângulo

1 ângulo obtuso

é o

Triângulo obtusângulo

publicado por recursosescolares às 15:20
Segunda-feira, 07 / 06 / 10

Sólidos Geométricos

 

Os sólidos geométricos são volumes que têm na sua constituição figuras geométricas e podem ser os poliedros e não poliedros.

 

 

 

 

publicado por recursosescolares às 15:07
Sábado, 05 / 06 / 10

Reflexão - TIC - Na Educação

Vivemos num mundo agitado e em contínua transformação, onde cada vez é maior a necessidade de informar e ser informado. Entrar no mundo da informação significa aceitar os desafios dos novos tempos e ter o espírito aberto para novos conceitos e novos modos de encarar o mundo. Assim, posso afirmar que as TIC são meios poderosos que contribuem na procura de sucesso educativo. As alterações sociais e tecnológicas implicam uma mudança no papel dos docentes, estes devem ter a capacidade de criar novas aprendizagens, e de materiais ligados às TIC. Os docentes deverão promover equipas de aprendizagem, serem líderes de inovação e flexíveis a novas situações, promovendo um saber holístico. É crucial que os estes dominem os produtos das novas TIC, promovendo o sucesso escolar. Deste modo, é fundamental a importância da formação de professores como condição de sucesso e auxílio no processo educativo, embora muitos teimam em não fazer formação, considerando um “bicho-de-sete-cabeças”. A introdução das tecnologias da informação na educação pode estar associada à mudança do modo como se aprende e também à mudança das formas de interacção entre quem aprende e quem ensina. O computador é uma ferramenta de apoio ao trabalho, é uma ferramenta de exploração, favorecendo o utilizador ou o aluno no que concerne à sua autonomia, enriquecendo o ambiente onde o mesmo se desenvolve e poupando bastante tempo na realização de certas tarefas. A utilização do computador torna a escola mais eficiente, procurando formas de o usar como instrumento de inovação na promoção de mudanças qualitativas no acto educativo, devendo-se adoptar novas metodologias de trabalho e propor novos objectivos. Torna-se necessário que a escola, bem como os professores se enquadrem a esta tecnologia e desenvolvam um espírito crítico e responsável em relação aos avanços tecnológicos. Pois, o computador, pela grande atracção que exerce nas crianças poderá contribuir para a mobilização da alegria, da descoberta através de aprendizagens centradas numa qualquer actividade. Deste modo, as salas de aula deveriam estar mais apetrechadas deste tipo de equipamento. Todas as salas de aula deveriam ter um computador por aluno, funcionando este como ferramenta indispensável, como é hoje o lápis e a borracha. O computador apresenta vantagens sobre outros materiais educativos utilizados nas escolas, pois integra os suportes áudio, vídeo e outros que os alunos adoram. Estes novos materiais, relacionados com a interactividade e a comunicação multimédia, tornam muitos dos antigos métodos de ensino/aprendizagem obsoletos e desnecessários, criando uma mais-valia no processo educativo. Posso ainda referir, que estas novas tecnologias são de importância extrema nos alunos com necessidades educativas, pois actualmente trabalho com um aluno “especial” e verifico que estas ocupam um papel fulcral, no que respeita às potencialidades como cidadão comum, bem como em todo o seu processo de ensino/aprendizagem. A este respeito posso dar o exemplo do meu quotidiano, que é o trabalho desenvolvido com um aluno especial. Um trabalho que é praticado em parceria com a ESTG, no projecto Magicky board, apoiando o aluno “especial”, que apenas tem oportunidade de ter aulas em casa, desfrutando de uma tecnologia própria para conhecer o mundo exterior e até os próprios colegas de turma, através da vídeo-conferência. Sem essa tecnologia inovadora, referida anteriormente era impossível que o referido aluno obtivesse um percurso escolar, desfrutando de alguma dignidade num país que tanto preconiza a escola inclusiva, mas que pouco faz a esse respeito. Outros dos aspectos relacionado com as TIC é a ligação em rede com outras escolas, ou até com países longínquos (internet) que se pode proporcionar nas escolas, abrindo perspectivas diferentes e possibilitadoras da chamada aldeia global, em que o nosso mundo se está a transformar. Concluo com uma opinião talvez generalista, referindo que num futuro bem próximo a taxa de analfabetismo não será apenas medida por aqueles que não sabem ler e escrever, mas também por aqueles que não entendem a linguagem e o modo de funcionamento dos computadores.

publicado por recursosescolares às 12:00
Sexta-feira, 04 / 06 / 10

2.º Desafio matemático

Arruma Esta Prateleira

 

A arrumação ordenada dos livros na prateleira de uma biblioteca é uma tarefa enfadonha, daí que a bibliotecária se tenha sempre preocupado em fazê-lo da forma mais eficiente.

Ela descobriu que a melhor forma de conseguir a ordem desejada era através de um processo em que permutava dois livros de cada vez. Quer dizer, ela retirava dois livros da prateleira e voltava a  arrumá-los na ordem inversa.

Quantas permutas, teria ela de efectuar para colocar os volumes da enciclopédia representados na figura pela ordem 123456789?

Qual seria o processo mais eficaz se os livros estivessem colocados pela ordem 457681923?

 

 

 

Solução...?

Como a bibliotecária considerava a tarefa de arrumação dos livros enfadonha, ela encontrou uma forma de conseguir a ordem desejada dos livros, que consistia em permutar dois livros de cada vez .

Para facilitar a resolução deste problema, o melhor é escrever a ordem desejada dos livros por cima da ordem dada:

Ordem desejada        1  2  3  4  5  6  7  8  9

Ordem dada              6  5  7  1  8  9  3  2  4

Como é possível verificar em cima, os livros 3 e 7 estão na posição um do outro, vamos representar esta permutação por (3 7), e assim ao trocá-los estes ficam colocados correctamente.

Em relação aos outros livros, verificamos que não são tão fáceis de colocar correctamente, verificámos que:

· 6 está na posição do 1

· 1 está na posição do 4

· 4 está na posição do 9

· 9 está na posição do 6

Sendo assim são apenas os livros 1, 4, 6, 9 que precisam de ser trocados entre si. Os livros podem ser postos correctamente com 3 permutas, sendo estas (4 9), (1 4) e, por fim, (6 1).

De maneira análoga, se colocam os restantes livros correctamente, visto que:

· 5 está na posição do 2

· 2 está na posição do 8

· 8 está na posição do 5

Os livros podem ser colocados nas posições correctas através das permutações (2 8) e (5 2).

Assim os volumes das enciclopédias foram colocados nas posições correctas, fazendo as permutações:

(3 7)(4 9)(1 4)(6 1)(2 8)(5 2 ).

É importante salientar que esta forma não é única, mas o número mínimo de movimentos é 6.

Aplicando o mesmo procedimento à segunda disposição, temos:

Ordem desejada      1  2  3  4  5  6  7  8  9

Ordem dada            6  5  7  1  8  9  3  2  4

E a solução final vai ser : (1 6)(4 1)(2 8)(5 2)(3 9)(7 3), sendo mais uma vez o 6, o número mínimo de permutações.

publicado por recursosescolares às 17:24
Sexta-feira, 04 / 06 / 10

3.º Desafio matemático

Dividindo a Herança

Quando um criador de ovelhas morreu na Austrália, deixou um testamento legando toda a sua terra aos seus quatro filhos: Charles, Diana, Edward e Fiona. Para evitar quaisquer desavenças, fez um esboço do rancho que tinha a forma de um quadrilátero e decretou que a terra fosse dividida em quatro partes triangulares com a mesma área, como indicado na figura.

 

A reacção inicial dos deus filhos foi muito favorável e congratularam o seu pai pela solução simples. Só quando tentaram pôr o plano em prática se aperceberam que tinham um problema.

Qual era ?


Solução...?


Não existe qualquer ponto do interior do rancho a partir do qual possam ser traçadas linhas até aos vértices de modo a formar quatro triângulos com a mesma área. Um quadrilátero apenas pode ser dividido desta forma quando a diagonal (AC) do quadrilátero divide ao meio a sua área. Nesse caso, o ponto médio M da diagonal é o ponto desejado.

publicado por recursosescolares às 10:00
Quinta-feira, 03 / 06 / 10

1.º Desafio matemático

Partilha Justa

 

 

Um lavrador e o seu amigo compraram um barril de 8 galões de cidra. Eles quiseram dividir a cidra equitativamente entre si, mas dispunham apenas de uma vasilha de 5 galões e de uma vasilha de 3 galões.

Como conseguiram fazer a divisão?

 

 

 

 

 

 

 

 

Solução...?

 

Começa-se por se encher a vasilha de 5 a partir da vasilha de 8. Seguidamente enchia-se a vasilha de 3 a partir da vasilha de 5, deixando 2 na vasilha de 5. Despejava-se a vasilha de 3 para a vasilha de 8.

Derramava-se 2 da vasilha de 5 para a de 3. Enchia-se a vasilha de 5 a partir da vasilha de 8. Derramava-se o conteúdo da vasilha de 5 para a de 3, até que a segunda ficasse cheia, deixando 4 na vasilha de 5. Despeja-se a vasilha de 3 para a de 8, ficando esta também com 4.

publicado por recursosescolares às 17:16
Quarta-feira, 02 / 06 / 10

Exemplos de algumas fichas de trabalho para realizar com os nossos alunos.

A matemática tem sido até hoje o pavor de uma boa parte dos alunos do ensino básico e até mesmo, nas faculdades, isto porque, os professores não explicam a realidade matemática aos alunos. A matemática deve ser vista como uma matéria simples e objetiva e não aterrorizante, como faz a maioria dos professores de matemática, pois, este instrumento é de valia incomensurável em todo momento da ciência humana, quer seja de saúde, de tecnologia, ou de ciências sociais. Tem-se notado que, quem rejeita a matemática, em sua maioria, o faz por ignorância do assunto e inabilidade em manuseá-la. Na matemática não existe bicho papão, existe, sim, desconhecimento de como a utilizar eficientemente, pois, onde quer que se esteja a matemática é o instrumental básico de suma importância.
Estes são alguns exemplos de actividades (fichas) que podemos aplicar no quotidiano, em parceria com actividades lúdicas manipuláveis.

publicado por recursosescolares às 09:00
Terça-feira, 01 / 06 / 10

Dia Mundial da Criança

Dia Mundial da Criança

 

 

 
  •  Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o Dia Mundial da Criança não é só uma festa onde as crianças ganham presentes.
  • É um dia em que se pensa nas centenas de crianças que continuam a sofrer de maus tratos, doenças, fome e discriminações.
  • Sabias que o primeiro Dia Mundial da Criança foi em 1950?
  • Tudo começou logo depois da 2ª Guerra Mundial, em 1945.
    Muitos países da Europa, do Médio Oriente e a China entraram em crise, ou seja, não tinham boas condições de vida.
  • As crianças desses países viviam muito mal porque não havia comida e os pais estavam mais preocupados em voltar à sua vida normal do que com a educação dos filhos. Alguns nem pais tinham!
  •  Como não tinham dinheiro, muitos pais tiravam os filhos da escola e punham-nos a trabalhar, às vezes durante muitas horas e a fazer coisas muito duras.
  • Sabias que mais de metade das crianças da Europa não sabia ler nem escrever? E também viviam em péssimas condições para a sua saúde.
  • Em 1946, um grupo de países da ONU (Organização das Nações Unidas) começou a tentar resolver o problema. Foi assim que nasceu a UNICEF.
    Clica aqui para leres sobre esta organização.
  • Mesmo assim, era difícil trabalhar para as crianças, uma vez que nem todos os países do mundo estavam interessados nos direitos da criança.
  • Foi então que, em 1950, a Federação Democrática Internacional das Mulheres propôs às Nações Unidas que se criasse um dia dedicado às crianças de todo o mundo.
  •  Este dia foi comemorado pela primeira vez logo a 1 de Junho desse ano!
  • Com a criação deste dia, os estados-membros das Nações Unidas, reconheceram às crianças, independentemente da raça, cor, sexo, religião e origem nacional ou social o direito a:
    - afecto, amor e compreensão;
    - alimentação adequada;
    - cuidados médicos;
    - educação gratuita;
    - protecção contra todas as formas de exploração;
    - crescer num clima de Paz e Fraternidade universais.
  • Sabias que em só nove anos depois, em 1959 é que estes direitos das crianças passaram para o papel?
  • A 20 de Novembro desse ano, várias dezenas de países que fazem parte da ONU aprovaram a "Declaração dos Direitos da Criança".
    Trata-se de uma lista de 10 princípios que, se forem cumpridos em todo o lado, podem fazer com que todas crianças do mundo tenham uma vida digna e feliz.
  • Claro que os Dia Mundial da Criança foi muito importante para os direitos das crianças, mas mesmo assim nem sempre são cumpridos.
  • Então, quando a "Declaração" fez 30 anos, em 1989, a ONU também aprovou a "Convenção sobre os Direitos da Criança", que é um documento muito completo (e comprido) com um conjunto de leis para protecção dos mais pequenos (tem 54 artigos!).
    Clica aqui para os leres. Estão escritos de uma forma mais simples para tu os perceberes melhor.
  • Esta declaração é tão importante que em 1990 se tornou lei internacional!
 
publicado por recursosescolares às 18:56
Terça-feira, 01 / 06 / 10

Banda Desenhada

A Banda Desenhada, faz parte da minha infância, adorava histórias em quadrinhos. Tinha e ainda tenho verdadeira paixão pelas bandas desenhadas da ‘Turma da Mónica’ do desenhista brasileiro Maurício de Sousa, e também pelas bandas desenhadas do Walt Disney. Hoje em dia já não vejo com tanta frequência estes tipos de revistinhas infantis nas bancas ddas papelarias, é uma pena, pois acho que incentiva bastante a criança a tomar o gosto pela leitura. No entanto, também se pode realizar uma banda desenhada sobre a matemática  nas nossas escolas ou salas de aula, colocando os alunos a imaginar...fica o desafio!

 BD infantil de duas páginas

 

 

 BD infantil de 2 páginas

publicado por recursosescolares às 15:00
Participa neste blog! Este blog foi desenvolvido a pensar nos alunos. Aqui vais encontrar formas divertidas de aprender, através de jogos, desafios, exercícios interactivos, resumos, fichas de trabalho. Precisamos da tua ajuda! Colabora com o blog

Junho 2010

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
18
19
27
28
29
30

arquivos

mais sobre mim

arquivos

subscrever feeds

as minhas fotos

blogs SAPO


Universidade de Aveiro